...in modo concertante

Sérgio Azevedo (1968 - )

Ref. ava120889

This work will be available soon.

...in modo concertante

 

… in modo concertante

 

 

Instrumentos: 1 alto saxophone, 1 accordion, 1 guitar, keyboards / percussion (1 player)*, violoncello solo, 2 violins, 1 viola.

 

* piano (prepared), synthesizer (Yamaha), vibraslap, whip, metal box with broken glass, triangle, hi-hat, suspended cymbal, crash cymbals (small), pedal bass drum, suspended tambour de basque, agogo (pair), snare-drum (with snares), tam-tam (or gong).

 

Andamentos:

 

I.                     …beginning

II.                   Dreamlike

III.                 …halfway waltzes, tangos & tarantellas

IV.                 Monolog

V.                   …in the end is my beginning… 

 

Duração: 18’30’’

 

Dedicatória: “in dear remembrance of Bernardo Sassetti”

 

Notas sobre a obra:

 

Quando o “Síntese – Grupo de Música Contemporânea” me abordou com a proposta de uma encomenda para o grupo, cuja constituição instrumental é pouco usual, pensei imediatamente numa obra concertante, que rodeasse um instrumento mais “tradicional” (neste caso o violoncelo), com a restante paleta tímbrica menos habitual, como o acordeão, o sintetizador, o piano preparado, ou mesmo o saxofone alto. Mais do que um concerto no sentido tradicional, a peça é uma espécie de longo monólogo do violoncelo, aqui e ali comentado ou apoiado pelos restantes instrumentos, raramente entrando em confronto com eles. Uma atmosfera de sonho atravessa toda a peça, permeando a música de uma irrealidade estranha, para a qual contribuem também os ecos de música de épocas passadas, embora desta vez não exista uma única citação concreta, apenas alusões a estilos barrocos, renascentistas e medievais, e a utilização de formas de dança populares, como a valsa, o tango ou a tarantela.

 

Cambriaspan style=

style=font-size: 10.0pt;